Saavedra Valentim

Manifestações da alma

Textos


A PAIXÃO

Paixão, sentimento de euforia, que atinge fulminante o nosso eu,
Numa revolução interna, de tal proporção, que afloram antigas emoções vividas.
Que acordam e reacendem, em nossos corações, a chama que não morreu!
De nosso íntimo, um sinal claro do reviver, do renascer de loucuras adormecidas.

Sentimento etéreo! É a ressuscitação da volúpia de tempos imemoriáveis,
Um torvelinho das sensações renovadas a um coração entorpecido, desiludido!
É a efervescência do renascimento do ser, promessa de emoções inarráveis.
É como se do nosso âmago a lava ardente emergisse de um vulcão adormecido.

Uma paixão quase sempre é efêmera; poucas transcendem para sentimento eterno;
Não tem a essência sublime, divina, capaz de florescer afeição, devoção ou compaixão.
Diferentemente, o amor, correspondido, traz a paz, a segurança, ambiente terno,
Nos mantém presos, atados a quem nos preencheu a alma e aquietou-nos o coração.

Apesar de também arrasador, o amor não tem o ímpeto da paixão,
Que é efervescente, que nos remete à loucura, à insensatez, à imprudência,
Ao retorno do passado, à juventude perdida, ofuscando a nossa razão,
Pois aquele é puro, envolve sensibilidade, cumplicidade, cria dependência.

O amor, comumente, nos impõe sofrimento e dor, leva-nos às lágrimas ardentes,
E, quase sempre, ao tempo não resiste, morre por falta de amor, indiferença.
É o próprio amor se matando, cometendo suicídio sentimental, coisas incoerentes.
Um grande vazio ocupa seu espaço e, aos antes amantes, resta a malquerença.

Morrer nem sempre significa o fim, mas pode ser um novo início, uma esperança.
A semente para florescer há de morrer, ato de uma nobreza sem par,
Pois se o chão é fértil, tal um coração recuperado das cinzas, sem má lembrança,
Sem soluços, com altivez, sem pressa, há de um novo amor reconquistar.

A paixão, além de tudo, não se mata, não nos maltrata, não nos causa dor, só emoção.
A chama vai se esvaindo e, quando se dá conta, apaga-se sozinha, sem sofreguidão.
Recordações intensas deixando-nos e um coração pronto para novas emoções sentir,
Com vigor, novas experiências buscar; isso é viver, é experimentar sem se ferir.

Mas quando há amor com paixão,
Que se fundem num só sentimento,
Haja coração! Aquece a relação,
É amor com emoção, sem ressentimento.
Saavedra Valentim
Enviado por Saavedra Valentim em 21/07/2011
Alterado em 27/07/2013
Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras