Saavedra Valentim

Manifestações da alma

Textos


ABANDONO

Saíste mundo afora,
Sem um adeus, sequer um olhar.
Pensei: que faço agora?
Senti as lágrimas o meu rosto molhar.

Falta hás de me fazer, eu creio,
Quem irá meu leito aquecer?
Com outros irás ficar, receio,
Mas te olvidar, irei aprender.

Asistí a tua ida,
Tomou-me o desespero,
Nem me acenou na depedida,
Estavas linda, vestida com esmero!

Quanto mais distanciavas,
A saudade crescia,
Quanto menor tu ficavas,
Meu coração comprimia.

O ciúme exterminou nosso amor,
Fez tua mala, pra longe te levou,
Mas não te tenho rancor,
Só um grande vazio ficou.

Mas para parar de sofrer,
Apesar de ainda te amar, te querer.
Encontrei a maneira certa de te esquecer:
Basta em nosso leito não me deitar,
No jardim não mais caminhar,
Do mar não me aproximar,
Pro céu jamais olhar,
Não admirar o luar,
Não ver os pássaros voar,
Nem tampouco respirar.
Saavedra Valentim
Enviado por Saavedra Valentim em 18/05/2011
Alterado em 27/07/2013

Música: Título desconhecido - Joaquim Rodrigo

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras