Saavedra Valentim

Manifestações da alma

Textos


CAIXA DE PANDORA
 
Sou como a caixa de Pandora,
Não irás me conhecer agora!
Se, para abri-la, tiveres a senha,
Talvez venha se assustar com o que lá tenha.
Poderás ir do céu ao inferno,
Ou sentir que sou bastante terno,
Afável, doce e sentimental,
Então, se perceberes em mim algo de animal,
Lembra que todos têm o seu lado obscuro,
Um monstro, com certeza, não. Desconjuro!
Mas outros defeitos, não nego, eu os tenho todos:
Orgulho, vaidade, ambição, nascidos dos vícios, dos lodos,
Mas o meu amor por ti, é livre de impurezas,
Sei que já pudestes perceber, com todas as certezas!
Mas, de qualquer forma, encaro meu juízo, sou servil,
Me julga sem tendências, verás que não sou tão mal, tão vil,
Que não possas te entregar a mim, com dedicação, doação,
Pois te ofertarei em troca todo o meu amor e admiração.
 
Imagem: Google
Música: Somewhere over the rainbow - interprete: Bob Marley




Encomenda com o próprio autor
Valor: R$ 40,00 - sem custo de remessa.


 
Saavedra Valentim
Enviado por Saavedra Valentim em 19/10/2013
Alterado em 10/11/2013

Música: Bob Marley - Somewhere Over The Rainbow - Desconhecido

Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras