Saavedra Valentim

Manifestações da alma

Textos


FILHOS DO MEDO
 

Medo! Consciência do perigo!
Sentimento inato, estado de alerta,
Adrenalina a correr nas veias. Fatigo.
Respiração curta, audível, o peito aperta.
 
O mundo, já não é mais um lugar seguro,
Horror, apreensão, ansiedade irracional!
Cada pessoa é um inimigo em potencial. Desconjuro!
Sonhos ruins povoam meu sono. Mau sinal!
 
Quando o véu da noite cobre a cidade,
Vejo um fantasma em cada esquina,
Um bandido, no seu maior grau de maldade.
Monstros, um dia humanos, hoje seres em ruína.
 
Nas sombras das vielas e becos nas noites caladas,
Um ser malévolo, cruel habita, nos assombrando.
Com olhos vermelhos, dentes enormes e unhas afiadas,
Devora crianças e adultos, em sonhos agitados, nos medrando.
 
Angústia, solidão, sentimentos que a noite instiga.
Ativamos todos os males e monstros que pela vida criamos,
Incrustados em nossa mente dominada pelo medo, que nos castiga.
Submissos, presas de nossas próprias armadilhas nos tornamos.
 
O silêncio, o escuro, sentimos um perigo a cada esquina.
Fantasias? Não, ele é real, um conto de terror,
Faz parte de nossas experiências, a vida nos ensina,
Está no nosso gene, somos salvos pelo temor!
 
Assim, criamos uma vida à mercê do medo,
A que somos submetidos desde cedo,
Pelas estórias, pelas notícias, pelos pais,
E inseguros seguimos a jornada! Cura? Jamais!


 
Senhores leitores: Mesmo não sendo registrados no site, vocês podem deixar seus comentários. Estejam à vontade!
 
Imagem: http://www.shutterstock.com/s/fear/search.html

Música : Sonada Allegro em dó menor - Franz Schubert
Saavedra Valentim
Enviado por Saavedra Valentim em 17/12/2012
Alterado em 29/07/2014

Música: I. Allegro - Piano Sonata in C mi

Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras